OS SETE PECADOS DA NOIVA

Ansiedade e vontade de que tudo saia perfeito no grande dia: esta é a combinação ideal para que muitos erros sejam cometidos pelas noivas na organização da cerimônia e da festa. Basta uma distração no planejamento para os docinhos acabarem cedo demais ou para o vestido dos sonhos virar um pesadelo.

Para que você não embarque para a lua de mel arrependida, listamos os sete pecados mais comuns cometidos pelas candidatas ao altar. Anote-os e evite dores de cabeça.

1. A vaidade: escolher o vestido errado

Nem sempre o modelo de vestido que se tem em mente desde o tempo de criança é o mais indicado para usar na hora do sim. É preciso levar em consideração fatores como o seu tipo de corpo, o horário da cerimônia e a estação do mês. A estilista Juliana Ariza explica que reconhecer o próprio corpo e valorizar os pontos fortes é essencial para que o vestido dos sonhos não se torne um pesadelo. “É preciso aceitar e gostar do próprio corpo e usar aquilo que realmente vai cair bem. Um determinado modelo pode ficar bom naquela atriz da TV, mas não em todo mundo”, diz.

Às noivas que gostam sempre de levar um acompanhante para ajudar no processo de escolha, atenção: “Quem palpita não é quem vai usar e não tem o mesmo gosto”, explica Juliana. “Isso influencia o produto final”. Então, para que o resultado seja encantador, pesquise referências de modelos em revistas, sites e livros. Assim, com o material na mão e uma boa conversa com o responsável pelo traje, tudo deve sair como o desejado.

 

2. A preguiça: errar no tamanho do salão

Imagine 30 pessoas em pé ou um espaço para 300 pessoas e somente 150 presentes? O erro de cálculo na adequação do espaço ao número de convidados é muito comum. Para Ana Paula Gaio, assessora da Cheers Eventos, a explicação é simples: os casais fecham o número de convidados muito tempo antes da data da festa.

O desequilíbrio do espaço acarreta em falta de profissionais para atender, quantidade insuficiente de comida e até gastos maiores, quando a presença é bem menor do que o planejado. “Vale lembrar que os buffets não devolvem o valor previamente combinado, então neste caso será um dinheiro perdido. O número de convidados presentes geralmente é de 10 a 20% menor do que estava na lista”, ensina Ana Paula.

 

3. A gula: escolher mal a quantidade e os sabores dos doces

Os doces acompanham a hora do champanhe, do café e ainda servem como lembrancinhas. Por isso, a noiva sempre se preocupa em relação à diversidade de sabores e à quantidade. E não é difícil errar a conta, seja para mais ou para menos.
Para a chef pâtisserie Danielle Andrade, da Danielle Andrade Sweet & Cake, o cálculo de seis doces por convidado é uma boa média para não haver prejuízo financeiro. “É uma fórmula que vai deixar todos os convidados satisfeitos”, assegura.
Seguir à risca as tendências de casamentos americanos também pode levar a noiva a entrar numa fria. “Com cultura e clima diferentes, é melhor optar por doces mais regionais, como brigadeiros e recheio de frutas tropicais. Isso minimiza a possibilidade de sobras de docinhos”, sugere Priscila Brunsfeld, proprietária da Make the Cake.

4. A ira: restringir o cardápio

A noiva é apaixonada por frutos do mar e o noivo, por carne vermelha. Problema à vista! A escolha de um menu restrito, levando em consideração apenas o gosto dos noivos, é no mínimo pouco delicada. Deve-se lembrar que o cardápio será degustado por diferentes tipos de convidados.
“O buffet precisa agradar aos mais diversos paladares. Escolhas como pratos de comida japonesa ou asiática provavelmente não serão tão populares”, ressalta a banqueteira Vivi Barros. Para fugir dessa saia justa, o ideal é oferecer pratos variados, com opções para os mais diversos gostos, expectativas e restrições, como os vegetarianos. “Pratos mais exóticos estão liberados, desde que tenham alternativas gastronômicas”, sugere.

5. A inveja: errar a mão no bronzeamento

É claro que você quer estar mais linda que nunca – e mais bronzeada do que aquela celebridade de capa de revista – no grande dia. Mas apostar tudo em nome da beleza pode ter um efeito contrário. Por isso, resista à tentação de fazer tratamentos estéticos milagrosos ou muito radicais semanas antes do casamento. “Muitas noivas recorrem ao bronzeamento a jato ou tomam sol demais antes do casamento, o que leva a uma tonalidade de pele artificial”, afirma Alice Cabral, diretora de estilo da Black Tie. Nesta lista de proibição também estão os autobronzeadores, que podem até manchar o vestido.
Para aquelas que não abrem mão de uma pele bronzeada, a dica é tomar sol com um biquíni tomara que caia, para não ficar com aquela indesejável (e deselegante) marquinha branca no colo. “E não pode esquecer jamais o protetor solar, para não descascar”, complementa Alice.

6. A avareza: exagerar na lista de presentes

Muitos acham indelicada a iniciativa de indicar lojas e sugestões de itens para presente. Mas é inegável que a lista também é uma forma de facilitar a vida dos convidados. "Aconselha-se a fazer uma lista com diferentes opções de preços e itens, dando liberdade de escolha para cada tipo de bolso", afirma Sandra Zlotagora Pessini, uma das sócias do site Lista Perfeita.

Se os noivos já vivem juntos em uma casa completa, podem optar por presentes diferentes. Já se vão começar a vida a dois em uma nova casa, devem tomar cuidado para não apostar tudo naqueles utilitários de uso pouco frequente, como taças de cristal e panelas de fondue, deixando de lado itens úteis para o cotidiano. "Esquecer dos objetos essenciais para o dia a dia é uma fator que gera gastos no futuro e ainda acumula em casa produtos que talvez nem sejam usados", alerta.

 

7. A luxúria: errar na escolha da lingerie

A escolha da roupa de baixo é determinante. Com uma boa peça é possível esconder as gordurinhas localizadas e até amenizar a má postura. A noiva ganha pontos na estética e na segurança. Afinal, quem nunca se sentiu mal por estar com um sutiã que não sustentasse bem os seios ou uma calcinha que marcasse a roupa?
Andréia Montone Beluzzo, proprietária da loja Adaaz, dá a dica: observe o tecido da roupa para que a peça íntima não marque ou ressalte imperfeições. Uma boa lingerie supre sua função sem ser percebida. “É essencial que a lingerie seja levada em todas as provas para evitar surpresas na hora do altar”, aconselha a profissional.

Gente, quanta coisa eu não sabia. O bom de pesquisar é isso, aprendemos para ensinar.

Aproveitem e bom casamento para todas nós!!!

Beijos – Karla Laura

Fonte: IG Delas

4 comentários:

  1. Que legal florzinha!!!
    São coisinhas que se não tomarmos cuidado acabamos pecando mesmo =/
    Beijokas

    ResponderExcluir
  2. É verdade Van, também gostei das dicas, apesar de simples, valiosas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. aiiiiiii vou casar.

    Olhos cheios de lágrimas lendo isso tudo rs..

    ResponderExcluir
  4. É verdade, é um período muito emocionante e desafiador.

    Parabéns desde já pelo casamento e obrigada pela visita.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário também!!!

Para receber um orçamento, por favor, deixe seu e-mail, orçamentos não são fornecidos por aqui.

Pode também entrar em contato conosco pelo Whatsapp (31) 989270515 Oi

Os comentários serão respondidos aqui mesmo e por e-mail, quando for pedido de orçamento, ok?
Volte sempre!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Karla Laura Convites, Lembranças e Papelaria Personalizada © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto